AVISO AOS VISITANTES!

Bem vinda(o) aos PEQUENOS DELITOS RENOVADOS.
É um blog que mistura poesia e sacanagem (não nessa ordem). Suas contribuições (fotos, poemas, idéias) serão importantes para o blog. Sinta-se dono e ator principal desse blog.
A mais importante participação é sua visita. E claro, seus comentários...
Contate-me.... aguardo você no e-mail do blog: delitosdosexo@gmail.com

segunda-feira, 26 de março de 2018

ESPIRAL INFINITA

Hoje, acordei novamente, sem ti.
Sonhei-te em cima de mim,
Minha língua enterrada em teu sexo
Tua boca acolhendo o meu.
Sonhei-me nu no tapete de tua pele.
E na espiral infinita de nossa loucura
Nos transmutamos, nos desfiguramos
Nos tornamos íntimos de nossos anseios.
Nos fizemos alma e gozo.
Imortais apelos de nossos sonhos.
                                                             PDR, Abril de 2015.

domingo, 25 de março de 2018

DELÍRIO - OLAVO BILAC

"Nua, mas para o amor não cabe o pejo
Na minha a sua boca eu comprimia.
E, em frêmitos carnais, ela dizia:
– Mais abaixo, meu bem, quero o teu beijo!
Na inconsciência bruta do meu desejo
Fremente, a minha boca obedecia,
E os seus seios, tão rígidos mordia,
Fazendo-a arrepiar em doce arpejo.
Em suspiros de gozos infinitos
Disse-me ela, ainda quase em grito:
– Mais abaixo, meu bem! – num frenesi.
No seu ventre pousei a minha boca,
– Mais abaixo, meu bem! – disse ela, louca,
Moralistas, perdoai! Obedeci...."
                                                   Delírio - Olavo Bilac ( 16 de dezembro de 1865, RJ - Brasil
                                                                                        28 de dezembro de 1918, RJ Brasil)


sexta-feira, 23 de março de 2018

MEU NORTE!


"Tua nudez é minha sorte.
É meu norte.
Amo tua pura e doce nudez
Com toda minha sensata insensatez.
Tua nudez é meu guia
Meu farol
Quero-te nua à noite e dia
És minha luz, meu sol."
        PDR, março de 2018


segunda-feira, 19 de março de 2018

HAIKAI: ESTRADA

Minha Estrada:  Teu corpo
Destino: Prazer Infinito
Preço: Amor eterno!
            PDR, março de 2018 

sexta-feira, 16 de março de 2018

SOU O DONO DO MUNDO

Tenho você! Tenho teu corpo!
Tenho, então, o Sol e toda sua luz.
Você me pertence...
Sou dono, portanto, de Céu e todas as estrelas.

Tenho teu amor!
Sou único dono do tesouro maior!
Sou o pirata dono do mar
Infinito de prazeres que é teu corpo.

Não tenho nenhuma riqueza a desejar.
Minha riqueza são as cavernas e vales
Que teu corpo me oferece.
Nas horas íntimas em que nossos corpos se fundem.

Num  laço em que não há força nenhuma
Nem no céu nem na terra
Que possa restringi-lo.
                PDR, março de 2018