AVISO AOS VISITANTES!

Bem vinda(o) aos PEQUENOS DELITOS RENOVADOS.
É um blog que mistura poesia e sacanagem (não nessa ordem). Suas contribuições (fotos, poemas, idéias) serão importantes para o blog. Sinta-se dono e ator principal desse blog.
A mais importante participação é sua visita. E claro, seus comentários...
Contate-me.... aguardo você no e-mail do blog: delitosdosexo@gmail.com

domingo, 3 de dezembro de 2017

A FLOR DO BEM

O PDR apresenta uma ilustre visitante. Trata-se da blogueira do Casal Anônimo.
Para acessar o blog dessa linda mulher, clique aqui!
Fiz um poema para decantá-la, com ares de Baudelaire! Espero que gostem!!!

"És uma flor da beleza mais intensa
És uma flor que ri de minha agonia
Uma flor cuja beleza atroz, imensa
Que me sorri, como se me desse um bom-dia!

Flor que brota de teu corpo lindo, moreno
Que floresce, com os pelos que a enfeitam
E a deixam mais bela e dardeja seu veneno
Nos meus olhos gulosos que a desejam.

Tens uma flor, um rastro de cabelo, provocante
Um grelo desafiador quase uma língua
Que nesse olhar de breve instante

Deixa-me mudo, inerte, à míngua
E a flor que cobre teu corpo na tua blusa
Me fazem inveja:  Feliz de quem te ama e te usa."
                                     PDR, dezembro de 2017

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

O CIRCO DE MINHA CAMA

Minha cama é um palco de um circo
Onde os leões de meu desejo
Querem comer-te por inteira.
Um circo onde faço mágicas:
O homem-poeta transforma-se em amante-delirante.
Cada movimento de amor é acrobacia
Sou artista, mágico, palhaço.
Sob a lona íntima de nossos lençóis.
                         PDR, novembro de 2017


domingo, 26 de novembro de 2017

LINGUAGEM DIGITAL

Nossos corpos são uma  linguagem
Que nossos dedos traduzem à perfeição.
Meus dedos, os teus dedos se entendem
São os sinais sonoros  de nossa paixão.
               PDR, novembro de 2017

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

ESCRAVIDÃO

Quero dar-te amor.
Amor incondicional.
Quero o tapete do teu corpo
E a seda da tua língua e teu sexo.
Quero perder-me no caminho inequívoco
E no emaranhado de tuas pernas, braços e abraços.
Quero a solidão e a escravidão dos nossos orgasmos.
Quero ser o chão em que depositas tuas carícias.
Quero-te tanto.
Quero o único roteiro que me guia:
Teu amor.
                                              PDR, fevereiro de 2016

domingo, 19 de novembro de 2017

SENTIDOS TROCADOS

Olho-te com minhas mãos cegas e surdas
Toco-te com minha audiçao apaixonada
O meu olfato namora tua alma
O teu íntimo passeia na plenitude de minha visão
Escuto o silêncio que exala de teu corpo
E minha língua ausculta o cheiro de teu sexo
Hoje, quero sentir, com meus olhos o gosto do teu corpo
Ouvir o cheiro de teu sexo umedecido
Lamber, com minhas mãos a tua pele lúcida
E ouvir a mudez de teus sentidos com os meus dedos.
                                PDR, novembro de 2017